Descubra qual processador é compatível com seu notebook

Descubra qual processador é compatível com seu notebook

Os notebooks são ferramentas essenciais para a vida cotidiana de milhões de pessoas no mundo todo. Eles são usados para realizar as tarefas mais básicas, como trabalho árduo, estudos e até mesmo para entretenimento com videogames, músicas, séries e filmes. São dispositivos ideais principalmente por causa de sua portabilidade, ainda que alguns modelos hoje em dia possam até competir em termos de qualidade e desempenho com os computadores de mesa.

Embora os notebooks sejam produtos com uma longa vida útil e componentes duráveis, de tempos em tempos eles podem precisar ser substituídos por vários motivos. Pode ser necessário trocar a ventoinha, atualizar a RAM ou, em um dos casos mais especiais que discutiremos a seguir, trocar o processador.

Os processadores, também conhecidos como CPUs, são considerados o cérebro de qualquer computador, tablet ou telefone celular. Esses componentes são responsáveis por executar cálculos e coordenar a comunicação entre todos os elementos de um notebook. Eles garantem que cada componente funcione harmoniosamente para realizar as tarefas desejadas pelo usuário ao utilizar o equipamento.

Ao mesmo tempo, quando falamos em trocar ou substituir um processador, devemos ser cuidadosos. As CPUs também são os componentes mais fáceis de quebrar em um notebook ou computador de mesa quando estão sendo manuseadas. Isso se deve à sua estrutura de dezenas ou centenas de pinos muito frágeis que podem se dobrar ou quebrar com extrema facilidade. Por esse motivo, muitas pessoas preferem que essas alterações sejam feitas por um técnico profissional.

Como saber se um processador é compatível com o notebook?   

os processadores são compatíveis com todos os slots

Antes de iniciar a busca por um novo processador para um notebook que precisa de uma atualização, é fundamental identificar o que é prioritário: conhecer o modelo da placa-mãe do seu notebook e o tipo de socket da CPU que ele possui. A justificativa é muito simples: nem todos os processadores são compatíveis com todos os slots.

Nesse sentido, a instalação de um processador que não seja compatível com a placa-mãe de um notebook pode danificar permanentemente não apenas o processador, mas também o computador. Portanto, é sempre melhor ler e conhecer todos os itens necessários para fazer uma troca simples e eficaz.

A importância de conhecer o socket da placa-mãe

Assim como qualquer outro componente de um notebook, a placa-mãe tem uma marca, um modelo e um tipo de socket específicos para suportar determinados processadores. Os notebooks geralmente não revelam o tipo de socket, mas você pode encontrar informação muito importante sobre a placa-mãe: a marca e o modelo. Essa informação pode ser encontrada na opção "Sistema" do Painel de controle, que pode ser acessado em "Este computador".

Depois de saber o nome da placa-mãe e o modelo, tudo o que você precisa fazer é pesquisar na Internet o tipo de socket. O socket funciona como uma peça de equipamento, que requer um processador que se encaixe nele para que funcione. Os notebooks, em alguns casos, podem ser mais complexos, pois alguns deles têm seus processadores soldados à placa, o que torna quase impossível a troca.

Mas como saber se um processador está soldado à placa-mãe ou não? Isso é muito simples, existem três tipos de sockets para notebooks: PGA, BGA e LGA. Entre eles, apenas o BGA (Ball Grid Array) é soldado à placa. Os outros dois não são soldados e podem ser trocados facilmente. No entanto, é preciso conhecer os dados mais específicos do socket para poder trocar o processador.

Como escolher o processador certo para seu computador?

Uma ferramenta muito útil para ter todos os dados necessários em mãos é o programa CPU-Z, que é gratuito. Depois de instalado, ele se encarrega de exibir cada uma das especificações da placa-mãe e também do processador atual. Caso a CPU seja BGA, você saberá que não há muito o que fazer, mas, caso contrário, precisará de três coisas essenciais para pensar em um futuro novo processador.

Em primeiro lugar, o programa CPU-Z abre uma janela que mostra todos os detalhes da placa-mãe e do processador atual. Nessa janela, você encontrará três itens essenciais: em Package (Pacote), podemos ver o tipo de socket da placa; em Max TDP, você encontrará a potência ou o calor máximo que a placa e o sistema podem suportar. Na guia Motherboard (Placa-mãe), você encontrará a última informação: o tipo de Chipset.

programa CPU-Z

Depois de obter essa informação, pesquise em Google o tipo de chipset, seguido das palavras "cpu upgrade". O primeiro link dessa pesquisa levará você a uma página onde encontrará marcados com um sinal verde todos os processadores compatíveis com a placa que você tem para atualizar o notebook. Agora você deve escolher um processador e verificar se o socket, o TDP e as especificações do chipset correspondem às suas necessidades.

Quando o processador escolhido atender a 100% desses padrões, você poderá comprar com total tranquilidade, e a última etapa será a instalação. Em relação a isso, a instalação da nova CPU pode ser feita pessoalmente, embora muitos acreditem que um profissional seja alguém mais confiável para realizar essa tarefa. Isso fica a seu critério!

Entenda as diferenças entre os processadores Intel e AMD

Um tópico que acreditamos ser importante é falar sobre os processadores da Intel e da AMD. Isso porque são empresas com uma reputação inabalável, responsáveis e que oferecem produtos muito atraentes e duráveis. Ainda assim, quando se trata de lidar com modificações em computadores de mesa e notebooks, é fácil encontrar certos obstáculos ao fazer a escolha.

Essas empresas de eletrônicos são criadoras de CPUs de excelente qualidade e eficiência, sendo a Intel uma marca dedicada ao trabalho para tarefas profissionais ou acadêmicas, enquanto a AMD se concentra em notebooks gráficos e para jogos. Ainda assim, elas são concorrentes e não oferecem a possibilidade de usar os processadores de uma nas placas-mãe da outra. Concorrência é concorrência, não é?

Ao procurar uma CPU substituta para o notebook, nesse aspecto, as preferências do usuário individual nem sempre vêm em primeiro lugar. Os notebooks são construídos com a intenção de não sofrerem grandes mudanças, e a placa-mãe é algo que não pode ser alterado. Portanto, se um notebook tiver uma placa-mãe com soquetes AMD, a Intel está fora de cogitação, e vice-versa.

Alterar e modificar o componente mais frágil e importante de um notebook agora não parece tão difícil! Basta seguir essas dicas passo a passo e ter um bom olho para um novo processador para obter ótimos resultados. Jogar um notebook fora pode ser um desperdício de dinheiro e raramente é uma solução inteligente.

Curta um notebook mais rápido, mais eficiente e mais potente com um gasto mínimo!

Se quiser conhecer outros artigos semelhantes a Descubra qual processador é compatível com seu notebook, você pode visitar a categoria Computadores.

Conteúdo Relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up